A trajetória do professor-gestor: das conexões às desconexões

Autor(es): Catherine Pasa Dorneles
Orientador: Fabiano Larentis
Quantidade de visulizações: 44

A trajetória do professor-gestor: das conexões às desconexões
Tendo em consideração o papel do professor-gestor no ensino superior, que atua na gestão sem abandonar a identidade docente, esta apresentação tem como objetivo analisar como a sua trajetória se constitui dentro de um aspecto contextual situado no espaço e no tempo que o professor-gestor ocupa. Para isso, foi realizada uma praxiografia, uma etnografia como uma história sobre práticas, através de observações de participantes, entrevistas semiestruturadas e pesquisa de documentos. Os resultados obtidos foram transformados em um relatório de pesquisa, e este foi posteriormente expandido em um livro, no qual são exploradas as categorias relacionadas à trajetória do professor-gestor – Conectando-se à gestão; Amadurecendo como gestor; Desconectando-se da gestão; Zonas de Transição e Lidando consigo mesmo – assim como as microcategorias dentro das mesmas. “Conectando-se à gestão” compreende as microcategorias “Conexões antes da gestão”; “Conhecimentos e experiências prévias”; “Memórias das ações passadas”; “Interesse na gestão” e “Conexões com a gestão”. Após conectar-se à gestão, o professor inicia o seu “Amadurecendo como gestor”, que contém as microcategorias “Aprendendo com a amplitude”; “Aprendendo com os erros”; “Aprendendo com a dor”; “Aprendendo com a resolução de problemas”; “Sabendo pela reflexão”; “As memórias das ações passadas”; “Fazendo a leitura dos contextos”; “Lidando com a diversidade de atividades”; “Lidando com o tempo”; “Compartilhando e dialogando”; “Articulando”; “Tornando-se referência”; “Lidando com os dados e seus formatos”; “Interagindo com sistemas de informação”; “Interagindo com metodologias e ferramentas de gestão” e “Papel dos documentos”. Passado o período de maturação, o professor entra na fase final denominada “Desconectando-se da gestão”, formada pelas microcategorias “Preocupações com a sucessão”; “Conseguindo se desapegar” e “Lidando com o retorno à docência”. As “Zonas de transição”, que retratam o processo de repetição, estabilização provisória e institucionalização do conhecimento, estão divididas nas microcategorias “Da conexão à maturação”; “Da maturação à desconexão” e “Da desconexão a (re)conexões futuras”. Por fim, a categoria “Lidando consigo mesmo” descreve os elementos individuais do professor-gestor, que visa encontrar o equilíbrio buscado em função de seus papéis, relacionamentos e práticas. É composta pelas microcategorias “Lidando com humildade e suscetibilidades”; “Lidando com as emoções” e “Papel da família”.

Palavras-chave: Professor-gestor, Trajetória, Conexão