Utilização de biochar de capim limão na produção de mudas de manjericão e menta

Autor(es): Carolini Batista Rotili , Graciela Palacios Sánchez-Vegazo, Wendel Paulo Silvestre ,
Orientador: Gabriel Fernandes Pauletti
Quantidade de visulizações: 13

O biochar é um material oriundo de tratamento térmico de biomassa e apresenta grande potencial de emprego agrícola. Seu potencial abrange desde o uso como fertilizante até na função de condicionador de solo, melhorando as propriedades físicas de solos e substratos, o que traz benefícios ao desenvolvimento de plantas cultivadas neste tipo de material. No entanto, muitos estudos ainda se fazem necessários para avaliar o real potencial do uso de substrato para a produção de mudas, principalmente se tratando de espécies aromáticas e medicinas. Neste estudo, visou-se avaliar o efeito da adição de doses crescentes de biochar proveniente da pirólise da biomassa de capim limão (Cymbopogon citratus) sobre o desenvolvimento de mudas de manjericão (Ocimum basilicum) variedade ‘Fraganza’ e menta (Mentha x piperita) variedades ‘1’, ‘2’ e ‘3’ da empresa Feltrin Sementes®. Foram aplicadas as concentrações de zero (controle), 5 % m/m e 10 % m/m de biochar de capim limão, misturadas ao substrato Carolina Soil®. O experimento foi realizado durante 45 dias em sala de cultivo a 25 °C e fotoperíodo de 14 horas de luz. Sete dias após o plantio, as sementes começaram a germinar e foram irrigadas com solução nutritiva duas vezes por semana. Após 45 dias, as plantas foram coletadas e realizadas as análises biométricas de massa fresca e altura, bem como a determinação do teor de nutrientes nas plantas. Com relação à massa fresca, as mudas de manjericão cultivadas com 10 % de biochar apresentaram-se significativamente superiores às mudas cultivadas sem biochar e com 5 %. Em relação à menta, observou-se efeito de interação entre a dose de biochar e a variedade, no entanto, as maiores doses  incrementaram a massa fresca da maioria das espécies de menta. A altura tanto das mudas de manjericão quanto das de menta foi afetada pela dose de biochar aplicado, ocorrendo diferenças significativas entre todos os tratamentos testados. Em relação à análise foliar, a adição de biochar incrementou os teores de N, K, Mg, Zn, Cu, Mn, e B nas plantas, ocorrendo redução dos teores de Ca e S. A adição de biochar mostrou-se promissora como prática para o cultivo de mudas de manjericão e menta em condições controladas.  Palavras-chave: condicionador de solo, nutrientes, substrato. 

Palavras-chave: condicionador de solo, nutrientes , substrato