Migrações internacionais em Caxias do Sul: a situação dos senegaleses num contexto de mudanças

Autor(es): Júlia Zeilmann Jaeger
Orientador: Vania Beatriz Merlotti Heredia
Quantidade de visulizações: 19

Migrações internacionais em Caxias do Sul:  a situação atual dos senegaleses
O projeto MIGRA IV Migrações no século XXI: desafios e perspectivas que está sendo desenvolvido pelo Núcleo de Estudos Migratórios da Universidade de Caxias do Sul (UCS), têm acompanhado os migrantes que são registrados no Centro de Atendimento ao Migrante (CAM). A análise dos registros permite comparar dados referentes aos anos anteriores e identificar mudanças que ocorreram no perfil dessas migrações. A presente proposta traz para a discussão os dados dos senegaleses que foram registrados no CAM em 2019. A pesquisa utiliza a abordagem crítica (Becker, 1993) para entender as mudanças que ocorrem nos fluxos migratórios, relacionando os dados do CAM e as informações publicadas pela imprensa regional. O referencial teórico da pesquisa envolve as obras de Sayad (1998), Uebel (2015), Herédia (2015) e Baeninger (2016). Constata-se que a migração senegalesa se enquadra no tipo de migração laboral, e os migrantes que chegaram a cidade fazem percursos semelhantes, atuam e se relacionam em rede. Em 2019, a amostra registrada no CAM foi de 145 senegaleses, o que evidencia uma diminuição da chegada desses imigrantes a cidade, visto que a crise econômica dos últimos anos levou os senegaleses a procurarem oportunidades em outros destinos. Na imprensa local, os registros sobre os senegaleses revelam manutenção de alguns hábitos e costumes da cultura de origem, e evidenciam a adaptação às exigências do mercado de trabalho regional.

Palavras-chave: Migrações Internacionais, Senegaleses, Migrações no século XXI