TIPOLOGIA DO TURISMO, DISPOSIÇÃO, CARACTERÍSTICAS E CONDIÇÕES PARA HOSPITALIDADE: O ACOLHIMENTO DO DESEJO SOB O OLHAR DO ACOLHEDOR.

Autor(es): Kelly Rieger Avancini da Silva , Luciane Todeschini Ferreira ,
Orientador: Marcia Maria Cappellano dos Santos
Quantidade de visulizações: 42

TIPOLOGIA DO TURISMO: O ACOLHIMENTO DO DESEJO SOB O OLHAR DO ACOLHEDOR
O presente projeto vincula-se à pesquisa Disposição, características e condições para a hospitalidade no acolhimento do desejo: uma tipologia de turismo na prática turística (TIPOTUR), desenvolvido no âmbito do Núcleo de Pesquisa Turismo: Desenvolvimento Humano e Social, Linguagem e Processos Educacionais (SOCIOEDUC). Além de buscar aportar conhecimentos contributivos ao projeto TIPOTUR no que se refere ao dimensionamento e à aplicabilidade na prática turística, de tipologia de turismo proposta pelos pesquisadores do referido Núcleo, objetiva identificar e analisar, sob o olhar do acolhedor, tipos de demanda dos sujeitos acolhidos, sua disposição para o acolhimento, características do acolhimento e das condições para a hospitalidade. Três marcos teóricos principais pautaram a definição dos objetivos e balizarão a análise dos dados: (a) o acolhimento como um dos elementos fundantes do turismo, este, tendo, na origem, a pulsão humana para o conhecimento – pulsão epistemofílica, na linha teórica freudiana –, o olhar curioso do homem na direção daquilo que seus olhos não podem ver, mas que é desejado, fantasiado, intuído por sua mente; (b) o estabelecimento de repercussões relacionais entre sujeitos primariamente acolhidos e primariamente acolhedores decorrentes de contextos e estados de desejo;  (c) a configuração de um jogo relacional de escuta pelo acolhedor, cuja dinâmica encerra o atendimento das necessidades do visitante/turista e, ao mesmo tempo, permite, pela via da relação, a ampliação dos horizontes do desejo; (c) a constituição, em princípio, de três categorias de demanda entre os sujeitos acolhidos: Demanda Extrínseca: deslocamento do turista para o desenvolvimento de atividades derivadas de contextos externos ao sujeito, ou de demandas de terceiros; Demanda Intrínseca: deslocamento em busca de satisfação de necessidades previamente estabelecidas; Demanda Livre: deslocamento em direção ao desconhecido, disposição interna para conhecer o que o acaso dispuser. Mediante entrevistas semiestruturadas, o desenho metodológico prevê dar voz a sujeitos acolhedores do trade turístico aleatoriamente selecionados, afetos a segmentos turísticos distintos, abrangendo os municípios de Gramado e Caxias do Sul. Parte das entrevistas já foram realizadas pela bolsista pesquisadora que substituí no decurso do projeto, devendo ainda ser complementadas, transcritas e analisadas – o que se encontra, neste momento, em compasso de espera em função do contexto de pandemia.

Palavras-chave: Turismo, Hospitalidade, Acolhimento