DO ENSINO MÉDIO AO INGRESSO NA UNIVERSIDADE: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA ACADÊMICA

Autor(es): Juliane Salvador
Orientador: Nilda Stecanela
Quantidade de visulizações: 32

DO ENSINO MÉDIO PARA A UNIVERSIDADE: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA ACADÊMICA
Este trabalho é referente ao Projeto de Pesquisa A RELAÇÃO PEDAGÓGICA E A PRODUÇÃO DE SENTIDOS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: NARRATIVAS A PARTIR DA EXPERIÊNCIA NO PROGRAMA ESTUDE NA UCS-INGRESSO CONTÍNUO, o qual integra o Projeto de Pesquisa O COTIDIANO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR E O FENÔMENO DA DESAGREGAÇÃO EM UMA IES COMUNITÁRIA, coordenado pela Professora Dra. Nilda Stecanela e fomentado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  Este estudo tem o propósito de analisar os processos de transição dos jovens do ensino médio para o ensino superior, levando em consideração os novos modelos de ingresso na Universidade em fluxo contínuo, fora dos calendários dos tradicionais vestibulares, bem como sobre a experiência acadêmica protagonizada nos primeiros semestres. Esta pesquisa abrange narrativas de 18 jovens acadêmicos de diferentes cursos superiores de uma Universidade Comunitária do Sul do Brasil, tomadas a partir de dois procedimentos para a construção dos dados empíricos (mapas Emic-rítmicos e entrevistas on-line), combinados com a análise textual discursiva orientada por Moraes e Galiazzi (2011). Com base nas narrativas de jovens ingressantes, o texto atentou para os processos de transição relativos ao ciclo formativo anterior. Para isso, as entrevistas foram transcritas e houve o processo de impregnação, desconstrução e unitarização dos textos, com destaque para as unidades de sentido que traziam elementos significativos para análise, assim como o agrupamento das unidades em categorias intermediárias. Das categorias que emergiram, deste trabalho, apresento o recorte da categoria “entre o estranhamento e a familiaridade com as culturas acadêmicas”. Os referenciais teóricos acessados para contextualização do objeto e interpretação dos resultados contemplam as contribuições de Alain Coulon (2017), Jorge Larrosa (2015), John Dewey (1959) e Tristan McCowan (2018) sobre os conceitos de afiliação, de experiência e de unbundling. Os resultados da pesquisa que origina este texto evidenciam: a importância do acolhimento nas primeiras disciplinas; os dilemas para a compreensão da experiência acadêmica indicada no design curricular do curso; os dilemas, adaptações e descobertas para o exercício da autonomia e construção da pertença ao ensino superior.

Palavras-chave: Percursos juvenis, Experiência acadêmica, Unbundling