Do Haiti ao Brasil: a reunião familiar como direito, promessa e desafio

Autor(es): Debora Kieling Pavan
Orientador: Vania Beatriz Merlotti Heredia
Quantidade de visulizações: 84

Do Haiti ao Brasil: a reunião familiar como direito, promessa e desafio
A garantia do direito à reunião familiar é um dos princípios e diretrizes da política migratória brasileira na Nova Lei de Migração. O presente estudo, derivado do projeto de pesquisa MIGRAIV - Migrações no século XXI: desafios e perspectivas do Núcleo de Estudos Migratórios da Universidade de Caxias do Sul, busca investigar a percepção de haitianos e haitianas residentes na cidade quanto ao processo de reunião familiar. A abordagem metodológica é crítica (BECKER, 1997) e o estudo utiliza a Análise Textual Discursiva (MORAES e GALIAZZI, 2016) para análise dos dados qualitativos, provenientes de entrevistas semiestruturadas realizadas pelo grupo de pesquisa. Nos resultados e discussão, são trabalhadas três categorias de análise: a falta de perspectiva em continuar no Haiti, a promessa de buscar a família e a dificuldade de reencontro no Brasil. As obras de Handerson (2015), Herédia e Klipp (2017) e Mejía e Cazarotto (2017) oferecem suporte teórico no que tange ao fenômeno estudado. Ressalta-se, por fim, a importância da criação e sustentação de redes afetivas e de espaços destinados à população migrante na cidade para enfrentamento do processo de reunião familiar.

Palavras-chave: Migrações internacionais, Haiti, Reunião familiar