Desenvolvimento Territorial do Enoturismo dos Campos de Cima da Serra

Autor(es): Cárin Schakowski de Oliveira
Orientador: Pedro de Alcântara Bittencourt César
Quantidade de visulizações: 22

Desenvolvimento Territorial do Enoturismo dos Campos de Cima da Serra
Apresenta-se Campos de Cima da Serra  significativo destaque nos últimos anos no setor do enoturismo devido ao seu clima com baixas temperaturas e com a constante dos seus ventos, proporcionando uma excelente maturação longa e lenta e uma concentração adequada de aroma e sabores das uvas. Observa-se que a região apresenta nas últimas décadas um crescimento em relação a produção do fruto e ao número de propriedades bem como de áreas produtoras. Com isso, aponta-se para possibilidades de roteiros que facilite a conexão entre os municípios envolvidos por meio da hierarquização da infraestrutura, equipamentos turísticos e de enoturismo, para fomentar o aumento do fluxo do visitante neste segmento. Inicialmente, realizou-se pesquisa de caráter exploratório para levantamento de dados na internet fundamentalmente em sites de instituições públicas e representativa no setor, como: Associação dos Produtores do Vale dos Vinhedos – APROVALE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, Instituto Brasileiro do Vinho – IBRAVIN e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Estes dados foram catalogados e elaborado bases cartográficas com o objetivo de compreender o desenvolvimento territorial da região em relação a produção de uvas bem como desenvolver e fomentar as práticas de visitação, e aprofundando estudos preliminar que possibilite a criação de um roteiro de enoturismo a ser realizado integrando os municípios da Região dos Campos de Cima da Serra.

Palavras chaves: Turismo, Enoturismo, Campos de Cima da Serra.

Palavras-chave: Turismo, Enoturismo, Campos de Cima da Serra