Cidade amiga do idoso ou cidade de todas as idades: uma discussão conceitual

Autor(es): Fernanda de Quadros Koch
Orientador: Vania Beatriz Merlotti Heredia
Quantidade de visulizações: 65

Cidade amiga do idoso ou cidade de todas as idades: uma discussão conceitual
O estudo trata de uma revisão bibliográfica acerca da proposta “rede global de comunidades e cidades amigas do idoso”. Essas redes estão ancoradas em experiências em cidades que adotaram os critérios definidos pela OMS, com vistas a tornar essas cidades amigas do idoso, o que beneficia toda população que nela habita. Dessa forma, o presente estudo refere-se a uma pesquisa de documentos, abrangendo os protocolos que foram criados para amparar tal proposta, sendo objeto de estudo o “Protocolo de Vancouver” e o “Protocolo do Rio”. O estudo, de natureza qualitativa, explicita os principais critérios que a proposta abriga e traz para a discussão, conceitos utilizados pela política de envelhecimento ativo como fundamento de um envelhecimento saudável. A bibliografia analisada esclarece critérios que uma cidade deve ter para incluir a população idosa, o que envolve desde o acesso a programas sociais, as politicas públicas, cuidados necessários e ambiente saudável. O estudo contribui para o domínio conceitual necessário para a compreensão do que uma cidade amiga do idoso deve dispor para a sua população.  

Palavras-chave: rede global de comunidades e cidades amigas do idoso, envelhecimento ativo, envelhecimento saudável, cidade amiga do idoso.