A GÊNESE DAS CAPACIDADES DINÂMICAS: CONTRIBUIÇÃO DA APRENDIZAGEM EXPERIENCIAL PARA O SENSEMAKING EM CONTEXTOS DE MUDANÇA ORGANIZACIONAL

Autor(es): Aline Prebianca Fonseca , Adriana Locatelli Bertolini, Mayara Pires Zanotto Nepomuceno,
Orientador: Fabiano Larentis
Quantidade de visulizações: 51

Estudo de aprendizagem experiencial para o sensemaking na mudança organizacional
A aprendizagem experiencial é o processo por onde o conhecimento é criado através da transformação da experiência. Nesse processo o sensemaking, ou fazer sentido, torna-se essencial para transformar reflexão em ação, chegando a novos comportamentos entendimentos das situações de mudança nas organizações, tendo em vista a natureza das capacidades envolvidas, atuais e futuras. O objetivo dessa tese foi compreender e analisar como se desenvolvem as capacidades dinâmicas a partir da interação entre sensemaking e aprendizagem experiencial em contextos de mudança organizacional. A metodologia proposta foi o estudo de casos múltiplos, envolvendo triangulação com entrevista em profundidade, observação direta e análise documental, em quatro empresas de diferentes setores que estavam passando por processos de mudança organizacional. Foram realizadas 33 entrevistas com executivos que participaram diretamente desse fenômeno nas empresas estudadas. A análise dos dados foi através da Grounded Theory, auxiliada pelo software NVivo®?. Os resultados apontaram que a aprendizagem experiencial, tanto do enfoque formal quanto do informal, dentro do contexto de mudança organizacional, pautada por uma necessidade contínua de fazer e dar sentido (sensemaking e sensegiving), resultou no desenvolvimento de diferentes capacidades dinâmicas através da combinação, construção e reconfiguração de recursos e conhecimentos internos e externos, operacionalizados por equipes multidisciplinares formadas por clientes, usuários, colaboradores e especialistas a fim de gerar ideias, entendimento de mercado e de negócio, tangibilizadas em inovação de produtos, processos e serviços, com o intuito de entregar mais valor ao cliente. Dessa forma, como resultado dessa interação construiu-se e validou-se um framework considerando a gênese das capacidades dinâmicas num contexto de mudança organizacional, e de interação entre aprendizagem experiencial e sensemaking.

Palavras-chave: Aprendizagem experiencial, Sensemaking, Mudança organizacional