Protagonismo de uma migração: haitianos em Caxias do Sul

Autor(es): Debora Kieling Pavan
Orientador: Vania Beatriz Merlotti Heredia
Quantidade de visulizações: 85

Protagonismo de uma migração: haitianos em Caxias do Sul
O presente estudo é oriundo do projeto de pesquisa MIGRAIV Migrações no século XXI: desafios e perspectivas do Núcleo de Estudos Migratórios da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e tem como objetivo identificar o perfil dos migrantes haitianos que chegaram a Caxias do Sul em 2019. Utiliza as obras de Sayad (1998), Handerson (2015), Barth (2000), Herédia (2015) e Uebel (2016) como suporte teórico. A pesquisa possui abordagem metodológica crítica (Becker, 1993), é de natureza exploratória e traz para a discussão dados quantitativos e qualitativos acerca do fenômeno analisado. Por meio das informações extraídas do banco de dados do Centro de Atendimento ao Migrante (CAM), localizado junto à Associação Educativa São Carlos em Caxias do Sul, observou-se que os migrantes haitianos são: homens, jovens, solteiros, desempregados e com uma escolaridade que varia de Ensino Fundamental incompleto a Ensino Médio completo. Os resultados preliminares do estudo indicam dificuldades de inserção na sociedade receptora. Os dados apontam ainda que a migração foi por motivos de trabalho. Constata-se que os haitianos que chegaram na cidade em 2019 se integraram aos já estabelecidos. Desde 2011, os migrantes haitianos criaram uma Associação dos Imigrantes Haitianos em Caxias do Sul (ADIHCSUL), que se constitui num espaço de comunicação, de resgate de valores e práticas do país de origem e de colaboração a todos aqueles que se encontram na mesma situação de migrantes.

Palavras-chave: Migrações internacionais, Migrações no século XXI, Haitianos