REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: MEMBRANAS DE LÁTEX NATURAL E PRÓPOLIS VERMELHA TRATADAS COM PLASMA PARA APLICAÇÕES BIOMÉDICAS

Autor(es): Eduardo Antônio Zanella , Nayrim Brizuela Guerra,
Orientador: Carlos Alejandro Figueroa
Quantidade de visulizações: 21

Revisão bibliográfica: membranas de látex/própolis vermelha tratadas a plasma
Ferimentos por queimaduras são muito comuns tanto no país, quanto mundialmente, visto que podem acontecer por diversos meios. Muitas vezes eles são de extrema gravidade e podem levar o indivíduo ao óbito. Normalmente, os transplantes de pele são de extrema complexibilidade, envolvem altos custos e precisa-se de profissionais experientes na área. Por tais motivos, faz-se necessário ir à busca de alternativas para se lidar com essa situação. Uma delas é a utilização de polímeros biocompatíveis na forma de membranas que possam ser usadas para o tratamento de lesões por queimaduras. Os polímeros usados na área médica apresentam características de biodegradabilidade, biocompatibilidade e fácil processamento. O látex é um polímero natural extraído da árvore Hevea brasiliensis, o qual apresenta excelentes propriedades angiogênicas sendo um candidato para ser usado nas lesões da pele. A própolis vermelha é outro produto natural, que possui propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias, que ajudam no controle das infecções em feridas causadas por queimaduras. As superfícies dos materiais que se usam no tratamento de queimaduras devem apresentar comportamentos hidrofílicos, pelo fato que estes materiais estarão em contato direto com o ambiente biológico. Nesse sentido existem vários métodos de modificação de superfícies eficazes para introduzir funcionalidade específica. O tratamento a plasma de superfícies tem sido comumente usado para adaptar as propriedades de adesão e umedecimento das superfícies poliméricas. Até o momento não existem reportes na literatura da modificação de membranas de látex com própolis usando a técnica de plasma. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é apresentar uma revisão bibliográfica sobre as membranas de látex natural e própolis vermelha, assim como os diferentes tratamentos de plasma que podem ser utilizados para modificar superfícies poliméricas. Como resultado do levantamento bibliográfico, será proposta uma metodologia experimental para obtenção e avaliação de membranas de látex com própolis tratadas com plasma, as quais se pretendem usar no tratamento de lesões da pele.

Palavras-chave: membranas poliméricas, própolis vermelha, tratamentos a plasma