Desgaste e qualidade superficial com ferramentas de metal-duro polidas

Autor(es): João Vítor Zini Binotto
Orientador: Rodrigo Panosso Zeilmann
Quantidade de visulizações: 23

DESGASTE E QUALIDADE SUPERFICIAL COM FERRAMENTAS DE METAL-DURO POLIDAS
A constante busca pela redução de defeitos na fabricação de ferramentas de corte, dá início ao processo de tratamento de superfície, e consequente melhora na qualidade da micro-geometria do gume da ferramenta. Intrinsecamente relacionada a essa variável, está a durabilidade: fator importante que deriva na diminuição do tempo de fabricação e flexibilização no processo produtivo. Atualmente, o setor de produção busca reduzir os custos e otimizar os processos de fabricação. O processo de polimento, por sua vez, tem como objetivo remover o próprio material do gume, o que resulta no arredondamento da seção de corte, eliminando defeitos, micro-trincas e outras possíveis irregularidades na ferramenta. Diante dos fatos expostos, pode-se concluir que o processo de polimento objetiva reduzir o estresse gerado pelas altas temperaturas e pressões, diminuindo a resistência mecânica e possibilitando uma melhora no contato e distribuição das forças, aumentando a vida útil da ferramenta.

Palavras-chave: Escovamento, Qualidade Superficial, Tratamento de Gume