AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA NA BACIA DE CAPTAÇÃO DO MUNICÍPIO DE VACARIA/RS - ARROIO DA CHÁCARA

Autor(es): Vitoria Andreola Turella , Denise Peresin, William Deconto, Gabriel Zucchi e Vania E. Schneider,
Orientador: Taison Anderson Bortolin
Quantidade de visulizações: 49

BACIA DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA BRUTA DO MUNICÍPIO DE VACARIA/RS ARROIO DA CHÁCARA
O município de Vacaria - RS, conta com um sistema de abastecimento superficial de água para atendimento da população. Ao longo dos anos, em decorrência do crescimento demográfico do município, foram observados impactos caracterizados pelo uso e ocupação desordenada do solo na área da bacia, podendo levar ao comprometimento da qualidade da água. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da água em diferentes pontos dos reservatórios da Bacia de Captação Arroio da Chácara, tendo como referência o enquadramento estabelecido pela Resolução CRH/RS 342/2019 (SEMA/RS, 2019), com vistas a planejar a integridade ambiental da área estudada. A área de estudo integra parte da Bacia Hidrográfica do Rio Socorro e da Apuaê-Inhandava, e localiza-se na região Centro-Sul do município de Vacaria. A amostragem foi realizada em 5 pontos, contemplando o reservatório de acumulação e captação, e seguiu os critérios definidos pelas NBR 9897/1987 (ABNT, 1987) e NBR 9898/1987 (ABNT, 1987), no mês de março de 2021. Foram analisados parâmetros físico-químicos e biológicos. Posteriormente foi realizada a avaliação e comparação dos resultados obtidos, tendo como referência os limites estabelecidos para Classe I - CONAMA 357/05 – definido pelo enquadramento na meta intermediária (ano 2021). Os resultados apontam que o parâmetro ferro total apresentou concentrações acima da definida em todos os pontos analisados (ponto 1, 2, 4, 6 e 8), e está relacionada ao tipo de solo da área de estudo, classificado como Latossolo, que tem como principal composto o óxido de ferro. Em relação ao fósforo total verificou-se concentrações acima dos limites estabelecidos nos pontos 6 e 8. Os íons de ferro, associados as concentrações de oxigênio e pH, propiciam a precipitação do fosfato, que em situações de recirculação de água, podem ser liberados posteriormente na camada de água. Situação essa que pode explicar as maiores concentrações de fósforo nos pontos 6 e 8. O cobre total apresentou limites superiores no ponto 1, podendo ter origem do uso de agrotóxicos, visto que a área drenada é predominantemente ocupada por lavouras. Evidencia-se que o uso do solo na Bacia estudada acaba afetando alguns parâmetros, bem como a qualidade da água, sendo importante a gestão e planejamento deste território. 

Palavras-chave: Qualidade da Água