PLANTAS HOSPEDEIRAS DE Mahanarva (Ipiranga) integra (Walker, 1858) (HEMIPTERA: CERCOPIDAE) EM SANTA CATARINA, BRASIL

Autor(es): Matheus Eduardo Schwantes , Gabriela Bianca Pacheco Gavazzoni,
Orientador: Wilson Sampaio de Azevedo Filho
Quantidade de visulizações: 57

PLANTAS HOSPEDEIRAS DE Mahanarva (Ipiranga) integra EM SANTA CATARINA, BRASIL
As cigarrinhas são insetos incluídos no grupo Auchenorrhyncha, representadas por cerca de 25.000 espécies. Esses insetos se alimentam sugando a seiva de plantas, hábito que torna algumas espécies importantes como possíveis vetores de fitopatógenos. A família Cercopidae compreende os insetos conhecidos como cigarrinhas-das-pastagens. Esse grupo tem potencial para causar danos às plantas como a clorose vegetal nas gramíneas. Popularmente conhecida como “queima das pastagens”, a clorose é causada pelas secreções salivares do inseto, que são inoculadas na parte aérea da planta pelo aparato bucal. A “queima das pastagens” dificulta o processo fotossintético na planta e, por consequência, seu crescimento. Como o Brasil é um país onde a pecuária e a bovinocultura apresentam grande importância econômica, a saúde das gramíneas e das pastagens é peça-chave para uma boa produtividade e rendimento. Dessa forma, o conhecimento sobre a distribuição das espécies de cercopídeos e suas plantas hospedeiras é essencial para um bom manejo agrícola. Mahanarva (Ipiranga) integra (Walker, 1858) é citada na literatura para três estados brasileiros (RS, SC e RJ), além de Argentina (Misiones) e Uruguai (Montevideo). A espécie é registrada para Santa Catarina em uma gramínea forrageira: a grama-bermuda (Cynodon dactylon cv. Tifton 85). Além dessa gramínea, M. integra também ocorre em videiras (Vitis vinifera L.) e em pomares de ameixeira do RS e SC. O objetivo do estudo foi ampliar os registros de plantas hospedeiras (gramíneas forrageiras) de M. integra para o estado de Santa Catarina - Brasil. Foram realizadas coletas com rede de varredura no município de Dona Emma, na mesorregião do Vale do Itajaí em área de Floresta Ombrófila Densa. Após as coletas, os espécimes foram triados e identificados com auxílio de bibliografia especializada. Foram coletados um total de 51 espécimes de cercopídeos, dos quais 18 foram identificados como M. integra, registrados em duas gramíneas forrageiras: grama-missioneira (Axonopus catharinensis Valls cv. Missioneira) e capim-elefante (Cenchrus purpureus (Schumach.) Morrone). A grama-missioneira é uma espécie híbrida nativa, enquanto o capim-elefante é uma espécie exótica. Ambas as ocorrências constituem novos registros de M. integra para gramíneas forrageiras, ampliando assim o conhecimento sobre as plantas hospedeiras dessa cigarrinha no estado de Santa Catarina e no Brasil.

Palavras-chave: Cigarrinhas-das-pastagens, Mahanarva (Ipiranga) integra, Plantas hospedeiras