Identificação taxonômica e habitat dos estágios imaturos de Odonata (Anisoptera) presentes em lagoas costeiras do Rio Grande do Sul

Autor(es): Matheus Lima da Rosa
Orientador: Rosane Maria Lanzer
Quantidade de visulizações: 20

Identificação taxonômica e habitat de estágios imaturos de Odonata  (Anisoptera) presentes
A ordem Odonata compreende insetos hemimetábolos com mais de 5680 espécies conhecidas, que se distribuem em todas regiões biogeográficas, exceto a Antártida. Seu ciclo de vida é caracterizado, principalmente, por larvas aquáticas que passam por diversos instares de desenvolvimento até se tornarem adultos alados. Desde a eclosão dos ovos até a fase adulta são exímios predadores, as múltiplas espécies evoluíram para assumir diversos nichos dentro dos sistemas aquáticos lóticos e lênticos presentes em todo planeta. Este estudo teve como objetivo a identificação taxonômica de larvas coletadas durante a realização dos projetos Lagoas Costeiras,relacionando as características do habitat dos gêneros constatados. Foram utilizadas quatro chaves de identificação taxonômica a nível de gênero, além de consultas por meio de email a dois especialistas no grupo, para confirmações e auxílio nas identificações. A subordem Anisoptera foi registrada em 30 lagoas ao longo da costa, sendo identificadas as famílias Gomphidae, representada por três gêneros( Progomphus, Aphylla e Phyllocycla) Aeshnidae com um gênero (Triacanthagyna) e Libellulidae com identificação a nível de gênero a ser realizada. O estudo fornece os primeiros registros do grupo para a grande maioria destas lagoas. Na caracterização do habitat, detectou-se a presença de larvas que habitam substratos como caules, raízes, algas e musgos, apresentando modificações para se moverem verticalmente entre superfícies finas, cilíndricas ou ramificadas, caracterizada pela família Aeshnidae. Possuindo outras características ecológicas também foi observado um grande número de representantes da família Gomphidae, caracterizada pela presença de larvas de hábito escavador, as quais podem ocupar os substratos de lama presente no fundo e margens dos corpos aquáticos. Nessa família destacam-se os gêneros Aphylla e Phyllocycla, que apresentam longos abdomens cônicos auxiliando na respiração do animal. Os representantes da família Libellulidae possuem hábitos generalistas, podendo ocorrer no substrato de fundo e em associação com a comunidade de plantas presentes nas lagoas, não possuindo maiores adaptações para a escavação. A partir deste estudo sobre a diversidade de Odonata nas lagoas costeiras será possível fornecer novos dados para área, registrando a amplitude de ocorrência ao longo da região costeira,  além da possibilidade de uso do grupo na identificação do estado trófico destes lagos.

Palavras-chave: Odonata, lagos costeiros, taxonomia